10 Dicas de Como Combater a Flacidez

Embora alguns homens também sofram com o problema, a flacidez ocorre com uma frequência bem maior nas mulheres. Isso acontece principalmente devido às variações hormonais, que alteram a produção de colágeno e elastina nas mulheres.

À medida que envelhecemos, nossa pele e nossos músculos começam a perder tonicidade e elasticidade, aparentando o característico aspecto flácido. E embora o envelhecimento seja o principal causador da flacidez, ele não é o único. Existem outros fatores que podem prejudicar a musculatura e a estrutura da pele. Sol, alimentação e tabagismo são alguns deles, como veremos a seguir, e se há como combater a flacidez, as ações passam por esses motivos.

O que causa a flacidez?

A flacidez se caracteriza pela perda de tonicidade da pele e dos músculos, e ocorre quando as fibras de sustentação da pele começam a enfraquecer. Essas fibras são o colágeno e a elastina, duas proteínas sintetizadas pelo nosso próprio organismo a partir das proteínas em nossa alimentação.

Além do próprio envelhecimento natural, entre as demais causas da flacidez, temos:

  • Obesidade;
  • Gravidez;
  • Variações rápidas de peso;
  • Má alimentação;
  • Exposição excessiva ao sol;
  • Herança genética;
  • Sedentarismo.

A perda de colágeno e de água são duas das principais causas da perda de elasticidade da pele, e aumenta à medida que envelhecemos. Se não há como combater a flacidez por completo, a boa notícia é que existem maneiras de evitá-la e também diminuir seus efeitos.

Veja 10 dicas de como combater a flacidez da pele:

1. Evite o excesso de sol

Segundo dermatologistas, uma das maiores causas da flacidez é a exposição excessiva ao sol. Os raios ultravioletas danificam a epiderme e a derme, a camada mais profunda da pele. E é exatamente na derme que se encontra o colágeno, uma proteína produzida pelo próprio organismo e responsável por manter a firmeza da pele. Os raios de sol têm a capacidade de destruir a estrutura do colágeno, prejudicando a sustentação da pele.

A produção de colágeno diminui naturalmente à medida que envelhecemos, mas a exposição prolongada ao sol tem o poder de acelerar ainda mais esse processo, causando flacidez e envelhecimento precoce.

O bronzeamento artificial, ainda que feito em ambientes fechados, causa os mesmos danos à estrutura do colágeno que os raios ultravioleta, e deve ser evitado. O uso de protetores solares ajuda a minimizar os danos causados pelo sol, mas ainda assim recomenda-se não ficar muito tempo sob o sol forte.

2. Faça musculação

Uma das melhores dicas de como combater a flacidez é praticar musculação com regularidade. O treino na academia fortalece e tonifica a musculatura, evitando o enfraquecimento das fibras musculares e da pele.

E como a flacidez costuma aparecer com mais frequência em algumas áreas bem específicas do corpo, vale a pena investir em exercícios específicos para essas regiões. Abdômen, parte interna da coxa, glúteos e a parte interna dos braços são alguns dos pontos mais propensos à flacidez, e devem ser exercitados com movimentos específicos.

Abdominais, por exemplo, ajudam a tonificar a barriga e a diminuir a flacidez. Exercícios com tornozeleiras podem ajudam a fortalecer os glúteos, e alguns exercícios com pesos tonificam os braços.

É importante que você se exercite com regularidade, para que os resultados realmente apareçam e você veja seu corpo mais firme. Outra dica é procurar um profissional da área, para que ele possa avaliar suas necessidades e indicar os exercícios e equipamentos adequados para atingir seus objetivos com segurança.

3. Cuide da alimentação

Nós somos o que nós comemos, e nossas escolhas à mesa refletem-se em nossa aparência. Para saber como combater a flacidez, é necessário conhecer a alimentação saudável e dar preferência a essas escolhas, além de evitar certos tipos de alimentos que prejudicam a saúde da sua pele.

Uma dieta para evitar a flacidez deve conter muitas verduras, frutas, legumes e proteínas magras. Além de nutrientes importantes para a saúde da pele e da musculatura, as verduras frescas fornecem antioxidantes, substâncias que ajudam a prevenir o envelhecimento natural da pele.

Veja o que não pode faltar na sua dieta para combater a flacidez:

– Vitaminas

As vitaminas C, E e A, encontradas em alimentos como o kiwi, morango, nozes e cenoura, são antioxidantes que ajudam a combater os radicais livres (compostos responsáveis por causar danos à célula e que causam envelhecimento precoce e flacidez). A vitamina C também é fundamental na formação do colágeno, que fornece sustentação à pele.

– Proteínas

As proteínas de qualidade não devem faltar no seu prato porque ajudam a formar colágeno e massa magra. Elas também impedem que durante uma dieta, por exemplo, seu corpo utilize músculos como fonte de energia. Boas fontes de proteínas magras incluem peixes, peito de frango, leguminosas (feijão, lentilha), laticínios light e carnes magras, como o lagarto ou o patinho.

E, por último, evite consumir frituras, doces e refrigerantes, que contribuem para aumentar as inflamações no organismo, causando distensão da pele e aumentam a flacidez.

– Abacate

Não tenha medo do abacate: as gorduras do fruto verde são do tipo monoinsaturadas, aquelas que fazem bem ao coração e contribuem para a elasticidade da pele. O abacate também possui vitamina A, um nutriente que atua na formação do colágeno. 

– Aveia

A aveia é outro alimento importante para combater a flacidez, devido ao seu teor de silício, um mineral que atua na formação do colágeno. Duas colheres por dia já são suficientes para obter todos os benefícios da aveia.

– Arroz integral

Além de conter mais fibras que o branco, o arroz integral também possui vitaminas do complexo B, que colaboram para manter a firmeza da pele. 

4. Pratique Exercícios Aeróbicos

Além da musculação, é importante que você também faça exercícios aeróbicos moderados, como a caminhada, a bicicleta e a natação. Essas atividades irão fortalecer seu sistema cardiorrespiratório e melhorar sua circulação, garantindo o envio de nutrientes importantes para a saúde da pele.

E vale lembrar que os exercícios aeróbicos também queimam gordura e ajudam a emagrecer aos poucos, permitindo que a pele volte gradualmente ao seu estado natural. Encaixe na sua agenda pelo menos três sessões de atividades aeróbicas por semana, com duração de 30 a 50 minutos cada.

5. Coma gelatina

Apesar de ter virado sinônimo de sobremesa de dieta, a gelatina diet deveria estar regularmente no seu cardápio. Além de diminuir a vontade de comer doces com poucas calorias, a gelatina sem açúcar também tem o benefício de oferecer uma boa quantidade de colágeno, proteína que ajuda a combater a flacidez da pele.

Uma pesquisa realizada nos Estados Unidos demonstrou que consumir 250 mg de gelatina por dia ajuda a melhorar a elasticidade da pele. Para quem acha difícil consumir gelatina todos os dias, há a opção de fazer suplementação à base de colágeno ou gelatina em cápsulas.

6. Abandone o cigarro

Mesmo que você não fume muito, a dica é largar de vez o cigarro para ter como combater a flacidez. A cada tragada que você dá, o suprimento de oxigênio para a pele é interrompido, o que dificulta a chegada de nutrientes para este tecido.

Algumas das 4.000 substâncias químicas do cigarro também têm o poder de alterar a estrutura do colágeno e elastina, duas fibras que dão elasticidade e firmeza à pele. Dessa maneira, o hábito de fumar leva à formação de rugas e ao surgimento de flacidez da pele.

7. Mantenha o peso estável

Quando somos jovens, nossa pele é capaz de retornar ao seu estado normal após perdemos muito peso. À medida que os anos vão se passando, no entanto, ela perde essa capacidade, e uma perda de peso muito grande pode deixar a pele permanentemente flácida.

Isso ocorre porque a produção de colágeno diminui com o passar do tempo, sobretudo após os 30 anos. Para evitar a flacidez causada pelo emagrecimento, evite perder peso de maneira muito rápida. Perdas graduais, de até 1 kg por semana, permitirão que a pele volte ao normal aos poucos, evitando o aspecto de pele caída e flácida.

E enquanto está na fase de perda de peso, não deixe de se alimentar adequadamente e com boas quantidades de proteína, que ajudarão a manter e formar massa magra.

8. Faça massagem

Além de nos ajudar a relaxar a manter o estresse bem longe, uma boa massagem também pode contribuir para combater a flacidez da pele. A drenagem linfática e a massagem modeladora são dois exemplos de massagem contra a flacidez que ajudam a eliminar toxinas, diminuir a inflamação e melhorar a circulação.

A drenagem linfática ajuda a reduzir o inchaço e estimular o sistema linfático, facilitando a eliminação de toxinas e diminuindo a retenção de líquidos. Já a massagem modeladora é mais intensa, estimulando a circulação e tonificando a musculatura.

Outro benefício da massagem é combater a celulite e as gorduras localizadas, colaborando assim para reduzir as medidas. Para obter esses resultados, você deve realizar pelo menos 10 sessões, sempre com um profissional capacitado.

9. Hidrate-se

Aproximadamente 60% do nosso corpo é formado por água, e a elasticidade da pele está diretamente relacionada a níveis adequados de hidratação. Segundo o American College of Sports Medicine, há como combater a flacidez, maximizando a elasticidade da pele mantendo uma boa hidratação durante a perda de peso.

Já uma pele pouco hidratada possui uma elasticidade bem menor, não sendo capaz de voltar à sua forma normal durante a perda de peso.

10. Não tome banho muito quente

A água quente desidrata a pele, contribuindo para o aparecimento do aspecto flácido. Já banhos com água mais fria são excelentes para tonificar e hidratar a pele, tornando-a macia e saudável.

A água fria ainda melhora a circulação, contribuindo para que as vitaminas e demais nutrientes cheguem rapidamente e em quantidades necessárias para manter a saúde da pele.

Você não precisa tomar banho gelado todos os dias, mas já há como combater a flacidez apenas evitando uma água muito quente, que além de prejudicar a pele também danifica os cabelos.

fonte: mundoboaforma

Gostou do artigo? Então compartilhe!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *